Home | Cognição musical – textos e apresentações | “Relações cognitivas entre localizações cerebrais em música e linguagem” (comunicação)


Possíveis relações entre localizações cerebrais de funções cognitivas ligadas aos processamentos cognitivos da linguagem e da música.

Busca no site:
 

Comunicação:
“RELAÇÕES COGNITIVAS ENTRE LOCALIZAÇÕES CEREBRAIS EM MÚSICA E LINGUAGEM”
Marcelo Mello

  • MELLO, Marcelo de Souza Franklin. Comunicação: “Relações cognitivas entre localizações cerebrais em música e linguagem”. Campinas - SP: I Conferência Lingüística e Cognição, 2003. Documento online: http://marcelomelloweb.net/mmrelacoescerebraismusicalinguagem_slides.htm
  • Como trecho de uma pesquisa mais ampla, de dados sobre uma inter-relação entre cognição musical e processos lingüísticos, pretende-se apresentar, de forma resumida, as possíveis relações entre os dados atuais a respeito de localizações cerebrais de funções cognitivas ligadas aos processamentos cognitivos da linguagem e da música. Uma oposição ou uma inter-relação entre música e linguagem é recorrente em diversas linhas de pesquisas cognitivas, e no caso de determinações da localização cortical de funções cerebrais, uma tal oposição pode ser apontadas em noções como as da lateralidade cerebral (imputando uma predominância oposta de processamento de hemisférios cerebrais, direito e esquerdo, para música e linguagem), de amusias (a perturbação neurológica de capacidades musicais, definida e estudada detalhadamente a partir das afasias, ou perturbações neurológicas das capacidades lingüísticas) e processos terapêuticos de recuperação em perturbações afásicas (na Terapia de Entonação Musical, ou Music Intonation Therapy —MIT), em conceituações envolvendo a memória etc. Ao final, uma investigação profunda sobre as bases conceituais das localizações cerebrais em geral deve levar a uma reavaliação das noções e dos métodos envolvidos, principalmente ao se levar em conta aspectos discursivos e enunciativos tanto no desenvolvimento do processamento lingüístico quanto no em sua própria delimitação clínica e científica, tal como na assim chamada Neurolingüística enunciativo-discursiva (ou pragmático-discursiva) desenvolvida por pesquisadores como Edwiges Morato e Maria Irma Coudry (da UNICAMP). No campo musical, é possível vislumbrar, a partir daí, as premissas teóricas e ideológicas que norteiam as pesquisas envolvendo música e cérebro.

    O arquivo pdf utilizado na exposição da comunicação acadêmica está disponibilizado na íntegra no final desta página html (com diferentes plugins de visualização, disponíveis no menu da página). Está vinculada ao artigo do mesmo nome, “Relações cognitivas entre localizações cerebrais em música e linguagem” .

    Apresentações:

  • I Conferência Linguística e Cognição (IEL / UNICAMP); Campinas, 2003.
  • Esta comunicação também está vinculada às seguintes páginas deste site:

  • Artigo: “Relações cognitivas entre localizações cerebrais em música e linguagem” |
  • by-nc-sa.png

    Este documento está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional. (http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/)
    Para maiores detalhes, consulte a página sobre o site.

    Última modificação desta página html:
    03/março/2020.
    http://marcelomelloweb.net/mmrelacoescerebraismusicalinguagem_slides.htm

    Marcelo Mello Wordpress Compartilhar no WhatsApp Marcelo Mello Instagram Marcelo Mello Web - Facebook Pix